FULERAGEM

O site oficial do seu amigo André Paste

O Fandom do Rei Roberto




Dentre as 300 bilhões de coisas legais que a internet trouxe pro nosso dia a dia está a possibilidade de conhecer e trocar ideia em tempo real com gente que curte as mesmas coisas que a gente, seja qual for a distância geográfica.



Desde os fóruns de amantes das placas de video aos famosos busólogos, provavelmente em algum canto da internet tem um grupo se organizando pra conversar sobre seu assunto favorito.



Um tipo muito comum desses grupos são os fandoms, que é como chamam os fã clubes que utilizam do #AdventoDaInternet. Direto e reto dá pra ver o Trending Topics do Twitter lotado de hashtags criadas pelas Beliebers, fãs do Justin Bieber, ou pelas Guinaticas, fãs do Mc Gui, dentre vários outros.



Os fandoms geram uma quantidade gigantesca de conteúdo sobre seus ídolos, como fanfics, tipo essa sobre transas com o craque Neymar ou esse vídeo feito para te convencer a não odiar a Selena Gomez.



Conhecia vários fandoms em que a idade dos participantes não passava de 25 anos, até descobrir o grupo “Adesivos do Rei Roberto Carlos” no Facebook.



No grupo, com mais de 6 mil membros, além de trocar informações, fazer enquetes e sorteios sobre o tema principal, que são os adesivos de unha com fotos do Roberto Carlos, as participantes trocam mimos online, como montagens com fotos das amigas ao lado de fotos do Rei e informações sobre shows, como o Cruzeiro Emoções em Alto Mar.



Mas claro, o segundo assunto mais discutido, sempre com muita minúcia, são as informação que saem sobre a pessoa física e jurídica de Roberto Carlos Braga.







Tem muita merda na internet, muita gente difundindo o ódio, mas se você se esforçar um pouquinho vai achar um caminho que só tem coisa legal, e nesse caminho com certeza tá o grupo “Adesivos do Rei Roberto Carlos”.


(texto originalmente postado em 2016)




Alquimia #01




Vou começar uma sessão (com esse nome bem merda, diga-se de passagem) que consiste basicamente em acessar o whosampled por você e descobrir de onde veio aquele sample/melodia/pedacinho de ideia que você sabe que já ouviu em algum lugar mas não lembra de onde (às vezes até lembra, mas nesses casos você finge que não lembra).

No fio dessa vez, tudo começou na Rússia, em 1998. O grupo Ruki Vverh! (que significa Mãos Pra Cima!) lançou o hit "Pesenka".



Um ano depois, a banda alemão ATC (A Touch of Class) fez uma versão em inglês, agora com o nome "All Around The World (La La La)", aí explodiu no mundo todo.  



Grande parte do Brasil se apaixonou por essa melodia no dia 30 de junho de 2009, que foi quando foi upado no youtube a "Teclado Lindinho 2009", creditado a Felibolado “Chelse”:



O tecladinho é tão chiclete que todo mundo quis beliscar um tiquinho do sucesso que ele traz. A listinha no wikipedia tem mais de 40 versões / músicas que o samplearam. Mais recentemente foi a vez do international dj and producer R3HAB fazer a versãozinha atualizada dele. 



E é daí que eu chuto que surgiu a etapa final dessa listinha. Tudo que escrevi até agora era pra chegar em "Virote Louco" de Israell Muniz com participação de Xandy Avião. O "solinho diferente" do começo e o do break no 0:57 surgiu lá Rússia e veio parar com a dupla de hitmakers Dj Nonony & Israell Muniz (compositores de "Tapão Na Raba", "Eu Vou Tirar Você do Cabaré" e outros)



É como dizem por aí: AOW MUNDÃO VÉIO SEM PORTERA



pós-post: depois de 27 minutos de post publicado eu lembrei de onde eu já tinha lido sobre Dj Nonony & Israell Muniz, foi com o craque Rodrigo Ortega do G1 nessa materia aqui. Se quiser ler um texto bem escrito melhor ir lá.

Lista #10




Quem diria que eu chegaria na listinha 10, já no terceiro mês do ano? Eu não diria! Nunca acredito em mim mesmo. Mas fica aqui essa mensagem, se eu consegui, você também pode! Basta estar quarentenando dentro de casa sem muita opção de lazer. Mas é isso: Demorou, Mas Chegou (esse pode ser o slogan desse blog aqui). Confira logo abaixo. 

Beijo grande, 
deste seu admirador,
Andrezinho.



Washington Brasileiro - Olha o Baile



Eu tô viciadinho nesse forró de teclado aceleradão. Essa faixa instrumental intitulada "Olha O Baile" é boa demais! Tô vendo mais os DVDs do Washington Brasileiro do que deveria. Acabei fazendo até uma playlist inspirada nisso tudo (o link tá aqui pra você prestigiar). Quando essas coisas passarem eu vou levantar hashtag no twitter pra ter Washington Brasileiro no Montreaux Jazz Festival



Banda Insônia - Conveniência



Tem um caminho do surgimento de novas estéticas / gêneros no Brasil que eu não posso cravar que acontecem como eu vejo, mas eu enxergo assim: um artista de um gênero diferente gosta tando de uma determinada música de outrem que traz para si aquela canção e faz uma versão do seu jeito. Uma terceira pessoa gosta tanto do resultado que absorve toda essa a nova estética e gera novas composições naquele caminho. Ficou confuso né? Vou tentar exemplificar: tem um tempo que tem surgido versões arrochadeira de músicas de Tribo da Periferia e Hungria Hip Hop. Essa versão de "Nosso Plano" da Tribo Da Periferia feita pelo Kuarto Da Bregadeira fez muito sucesso. E eu diria que a partir dessas versões surgiu a Banda Insônia que se autointitula como a Arrocha Hop Do Brasil, ou seja, essa mistura do rap com arrochadeira. Disconcorda comigo? Vamos fazer uma mesa redonda sobre isso lá no twitter? Me manda um reply no @andrepaste.



Zé Vaqueiro - Letícia (R3HAB Remix)



Eu não sei se foi uma encomenda da gravadora ou se foi uma vontade artística, só sei que saiu o remix houseiro de "Letícia". Se foi encomendado a tchurma pagou caro. O dj e producer R3HAB tem 21 milhões de ouvintes mensais. Isso na bolsa do spotify o torna muito valorizado. Se foi uma escolha artística eu fico feliz demais que a construção do piseiro esteja no radar desta turma grande mundialmente. Em tempos normais esse som tocaria na Green Valley? Sei lá! Foda-se né?



Irmão Lázaro - Eu sou de Jesus (MS Remix Gospel)



Começou como "I Miss Her", quando Irmão Lázaro era vocalista do Olodum, se transformou em "Eu Sou De Jesus" no momento da sua conversão ao cristianismo e permanece até hoje em diversas versões, como esse remix pisadinha. Antonio Lázaro da Silva infelizmente nos deixou no dia 19 de março em decorrência da COVID-19. Fica seu legado.



A Tarraxada - Cachorro



Que música doida. Amei tudo. Baguncinha boa.



Dj Guuga - Da Palinha da Marquinha



Dj Guuga tem a formulinha que eu mais gosto.
Solinho > Beat > Vocal > Tudo Junto
Esse beat que eu ainda chamo de 'Arrocha da Penha' é gostoso demais.



Kiefer - Friends



Sou fã do Kiefer. A mixagem dessa música tá demais. Adorei quando entra o solinho de piano.



Yung Buda - Hayabusa Chromo



Esse som me lembrou o "Brava", primeiro disco do french electronic producer Brodinski. Rap, Trap, Funk-Rave & Hardtechno. Gostei.



Eric Land e Tarcísio do Acordeon - Esqueceu Foi Porra 



Clipão de chroma key lindo demais. A frase "Esqueceu foi porra", sem o "nenhuma" ou outra palavra pra "completar" ali é top demais. 

Lista #09




Essa semana o Presidente Lula me deu mais ou menos 2 horas de esperança, foi bom demais. Mas infelizmente passou rápido e eu tive que novamente me afundar em música pra tentar manter o que dá pra manter.  Aí vai mais uma listinha de música. Eu tô tentando trazer uma maior porcentagem de novidade pra você, depois me conta se eu tô conseguindo. O SAC do Fuleragem é no twitter @andrepaste.  Um feliz abraço pra você. 



Turma do Cangaceiro e Mc GW - Namoral Namoral (Remix Arrochadeira)



O sucesso absurdo da dupla Deekapz (aquela que sampleia Alcione [A Marrom]) num remix arrochadeira dos melhores. Eu amei. Na minha época de discotecário estaria no meu set.



Deekapz – Vibes



Falando em Deekapz, eles também lançaram EP essa semana. 'Vibes' é a minha preferida. Boa demais! Se eu tivesse dinheiro ia bancar do meu bolso um disco do Toni Tornado produzido pelo Deekapz. 



Montoya - Pasillo (Clap! Clap! Remix)



Saiu o disco de remixes do "Otun", discão que o Montoya lançou em 2019 pela ZZK. Choque de monstros esse remix do Clap! Clap!.



Couto Play feat Tinno Flow - M4 (Remix)



O maior trap de 2021 (segundo os números, eu não me envolvo nesse nível com trap) agora num remix bregadeira. Essa roupagem é melhor de rebolar, prefiro essa.



Marcinho e William - Rap do Pantanal



Essa semana eu ouvi muito Funk Da Antiga. Tempo bom que não volta mais (e tudo bem assim). Eu me emociono demais com o poder de transformação da música. Fico todo bobo romantizando tudo. Imagina você, Edmundo Souto, Danilo Caymmi e Paulinho Tapajós compondo "Andanças" sei lá quando. Depois entregaram pra Beth Carvalho (A Madrinha Do Samba) que fez tudo com essa música. Anos depois chegam Marcinho e William e dão mais uma carga pra essa melodia.  Sei lá, se a minha vida precisar ter alguma serventia, eu espero que a serventia seja sentir o que eu sinto quando vou ouvindo essas coisas.  



Adson & Alana - Colonão



Vou deixar só o refrão aqui:

As novinha hoje não querem mais os cara da cidade
Se uma colheitadeira vale mais que uma Ferrari
As novinha tão querendo os cara que vem do mato
Que cada trator vale mais do que um Camaro
Ão ão ão passa veneno de avião
Olha quem chegou?
É o tal do Colonão...




Xand Avião, MC Topre, DJ Ivis - Apaga a Luz (Remix)



Eu geralmente tenho boa tolerância pra música que estoura no Tik Tok, é da minha personalidade gostar de cara. Mas essa eu odiei com força. Acho que a culpa foi dos primeiros influenciadores que vi fazendo a dancinha dessa, causou uma associação errada pra mim. Agora meu ídolo Xand Avião gravou e tô torcendo pra que a medida que eu vá ouvindo daqui pra frente vá tirando a má impressão. 



Banda Alma Gêmea - Facas



É como se seu tio e seu sogro montassem uma banda.



Rico Dalasam, RDD, Chibatinha - Última Vez



Essa música é forte demais.



MC Kelvinho e MC Rita - O Fim é Triste (prod. Dj Perera)



Eu Sou Apaixonado Pela Voz Da Mc Rita. E mais, fico muito impressionado com o Dj Perera. Acompanhar os stories dele é foda. Diariamente pelo menos 3 MCs gravam no seu estudio. O cara consegue manter o nível alto mesmo com produção industrial.



Extra Credit - It's Over



Extra Credit é o projeto de 3 craques. Justin Strauss, Marcus Marr e Joe Goddard lançado pelo selo dos Soulwax. Gostei demais dessa música. Dos 3, o que mais acompanho é o Joe Goddard, e na minha vida ele ocupa um lugar muito importante. Normalmente é ouvindo música dele (dentro ou fora do Hot Chip) que eu consigo concentrar pra escrever / ler algo que antes estava travado. Adoraria ter uma explicação científica pra isso, me ajuda muito mesmo. No comecinho da pandemia, por exemplo, eu só consegui chegar no final de um livro quando ouvia Hot Chip - Flutes (Sasha remix) em loop. 



Matty - Mickeymouse



Música do cara do badbadnotgood. Timbres deliciosos. Sou fã.



Genesis Owusu - On the Move!



Peguei essa dica na newsletter do Guarishow (assina aí meu companheiro). Boa demais. Ainda quero ouvir o disco inteiro.



Lista #08




Listinha de música pra quem é de listinha de música. Vem comigo!



Léo Santana, Parangolé e Harmonia do Samba - Pagodão



Eu perdi tudo logo no começo quando entrou o riff de "R.E.M. - Shiny Happy People" desconstruído. Daí pra frente eu não consegui concentrar em mais nada. Que benção esse encontro.



Zé Vaqueiro - Volta comigo bb 




Uma hora dessas todo mundo já viu esse clipão pra esse musicão! Mas talvez você não saiba que esse petardo, que tem o gostinho dessa fase que o The Weeknd revisita os anos 80, já foi gravada pelo Vitor Fernandes (o astro do Sua Música) no álbum que eu considero ser a carta magna da pisadinha temporada 2020/2021: "Baile Do Dj Ivis - Piseiro Hits". Fica aí a curiosidade pra você conversar com seu amigo numa mesa de bar em 2023. 



Zé Otávio feat Dj Ivis - A Rapariga Vai Casar



Se seguir o padrão, essa vai ser mais uma boa composição que o DJ Ivis tá testando com um cantor de menor expressão e logo vai vender caro pra um grande player da pisadinha/forró estilizado. O DJ Ivis é o trader da pisadinha.



MC Nego da Marcone - Automotivo 2 (DJ Henrique de Ferraz & DJ Piu) 



Essa está aqui, apesar de ser muito boa, apenas como um pretexto para eu te fazer uma pergunta: você sabia que o nome no RG do Dj Henrique de Ferraz é Henrique Marley Almeida Santos? Meu sonho ser Marley.



Lamento - Balama



Italiano lançado pela Man Recordings. Nessa ele sampleou gravações de lomongo, uma língua tonal do povo Mongo do Congo.



Kart Love - Baú do Love 3

 

O Kart Love tem o repertório que mais me deixa sem palavras no Brasil. Na terceira edição do "Baú do Love" ele traz, com arranjos de arrocha apaixonada, Sandy & Junior, Mauricio Manieri, Marlon & Maicon, Roupa Nova dentre outros gigantes. O som do barzinho pra dançar chorando. 



Tinho do Coque e MC TH - Trajado de Seaway 



Bermuda de tactel surf wear é tudo de bom. Quando eu tinha 14 anos, tinha umas top demais. Cada padronagem especial. Parabéns a Seaway por produzir esses objetos de desejo e virar musa de música.



Bad Gyal & El Guincho - Pussy 



Adoro a Bad Gyal e queria ser o El Guincho brasileiro. Ele só faz as melhores.



J. Balvin - Ma' G



Sou fã do J. Balvin. Gostaria de me vestir igual a ele, mas no momento todo meu rendimento anual, se aplicado em LCI, dá pra comprar uma camiseta dele. 



Bruno Mars, Anderson .Paak, Silk Sonic - Leave the Door Open 



Fico me perguntando se há a necessidade de algo a mais ser escrito sobre essa música e essa dupla. Mas partindo do princípio que o fuleragem.org é antes de tudo um diário preu ler no futuro decidi embedar mais essa aqui. Boa demais, tá doido. O Anderson é quase um Robertinho Silva.